Confira:

6/recent/ticker-posts

Moradores reclamam de paralisação em obras de drenagem e temem por tragédia em bairro de Vilhena

 

Carro quase caiu dentro de buraco do sistema de drenagem / Foto: Divulgação

PORTO VELHO, RO - Na tarde desta segunda-feira, 30, a reportagem do Extra de Rondônia recebeu denúncia de moradores do Alto dos Parecis, através de fotos, mostrando a situação das ruas do bairro que passam por obras de drenagem, que antecedem a execução de pavimentação em Vilhena.

Os moradores temem que uma tragédia possa acontecer a qualquer momento.

Ao site, a dona-de-casa Elizete Rodrigues afirmou que tentou estacionar seu carro em frente a sua casa e o veículo quase caiu dentro da rede de drenagem, que está aberta. Disse que a obra em frente a sua casa iniciou em 28 de abril e chegou a ficar paralisada por 15 dias.

“Não sei explicar tamanha preocupação que estamos. Meu carro ficou nessa situação da foto. Tentei colocar o veículo, pelo menos, aqui ao lado de casa porque do outro lado da rua fica à mercê de bandidos, e tenho certeza que, se for roubado, ninguém se responsabilizará por isso”, desabafa a moradora.

Elizete também pontua que os moradores não reclamam do trabalho executado, apenas questionam o fato de não fecharem a rede do sistema de drenagem que está aberta há um mês. “Queremos apenas que os trabalham sejam concluídos. A obra é necessária e não somos contrários. Façam sujeira, barulho, podem quebrar, mas é necessário concluir o que está sendo feito. Porém nem isso é feito. Nós, realmente, não vemos resultados”, concluiu.

A dona-de-casa disse que moradores levaram o caso ao Ministério Público, mas ainda não tiveram respostas concretas.

Conforme os moradores, há outro perigo à vista, já que crianças brincam em cima das manilhas, e reclamam diretamente da falta de água devido a canos quebrados.

“Na sexta-feira mesmo, quebraram o cano. Eles não tiveram a capacidade de arrumar e simplesmente foram embora. No sábado, tivemos que ligar para o SAAE e fazer reclamações. Mesmo assim, ficamos sem água até meio-dia. Tirando todo esse transtorno, não conseguimos pedir Uber, já que todos cancelam; não conseguimos mototáxi e não conseguimos pedir nada porque ninguém aceita trazer até aqui”, conta Kelmy Lorena.

O OUTRO LADO

A reportagem do site entrou em contato com a Secretária Municipal de Obras (SEMOSP) e, através de sua assessoria, explicou que a demora na execução das obras deve-se à falta de manilhas, já que a fabricação é feita fora de Vilhena.

Contudo, a assessoria garante que o titular da pasta, Marcelo “Boca”, já procurou o responsável pela obra e pediu que fosse resolvido o problema o quanto antes.





Fonte: Extra de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários