Confira:

6/recent/ticker-posts

Anatel oficializa liberação do 5G para mais três capitais; confira

Operadoras vão disponibilizar sinal 5G em Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre a partir da sexta-feira (29)

Porto Velho, RO - 
A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) liberou, nesta quarta-feira (27), o início das operações do 5G para Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS). A expectativa é que as operadoras TIM, Vivo e Claro disponibilizem o sinal nas capitais na sexta-feira (29), assim como aconteceu em Brasília, em junho.

As cidades conseguiram comprovar a desocupação da faixa de 3.5 GHz. Apesar disso, por enquanto, as antenas devem cobrir apenas uma parte das capitais. Serão acionadas 157 estações em Belo Horizonte, 103 em Porto Alegre e 50 em João Pessoa. A quinta geração de internet promete maior velocidade, conexão mais estável e uma revolução, em especial, em equipamentos autônomos.

Segundo Moisés Moreira, conselheiro da Anatel, não há previsão sobre quais serão as próximas cidades a receberem o sinal, mas existem processos fase avançada em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Salvador (BA) e Goiânia (GO). O assunto volta a ser debatido na autarquia em 10 de agosto. O prazo para todas as capitais brasileiras receberem o 5G é 29 de setembro.

Para acessar o sinal, é preciso ter um telefone celular habilitado com a tecnologia. Segundo a Anatel, 71 aparelhos estão na lista – 28 modelos são da Samsung, 14 da Motorola e 9 da Apple.

Brasília foi a primeira cidade do Brasil a ter o sinal liberado e vai servir de piloto para os processos de liberação nas demais capitais por já contar com as condições operacionais necessárias.

A tecnologia 5G possibilita o tráfego de dados até cem vezes mais rápido do que o padrão de quarta geração (4G), por utilizar um espectro de rádio mais abrangente, o que permite que mais aparelhos móveis se conectem simultaneamente, com mais estabilidade do que as redes atuais. Além disso, a tecnologia favorece o uso de ferramentas inteligentes e a interconexão de equipamentos e máquinas em tempo real.


Fonte: R7

Postar um comentário

0 Comentários