Confira:

6/recent/ticker-posts

Pescador se assusta ao fisgar peixe ‘pela metade’ em Porto Velho



João acredita que o peixe, da espécie barba chata, foi atacado por candirus enquanto estava preso no anzol. Pescaria aconteceu no rio Madeira e vídeo viralizou no fim de semana.

PORTO VELHO, RO - O pescador João Cordeiro jogou a linha com isca no rio Madeira e esperou alguns minutos. Quando puxou de volta, encontrou o que não esperava. No anzol havia um peixe ‘pela metade’. A pescaria aconteceu no rio Madeira, em Porto Velho, e viralizou no fim de semana após o vídeo ser postado nas redes sociais (assista acima).

João é oficial do Bombeiro Militar de Rondônia, além de piloto de avião e helicóptero. Nas horas vagas ele se aventura praticando pesca esportiva.

Ao g1, ele contou que quando viu o estado do peixe pela metade ficou assustado, imaginando o que poderia ter feito aquilo em tão pouco tempo. A principal teoria é que o candiru, o ‘peixe-vampiro’ da Amazônia, tenha comido o barba chata.

“Eu me assustei. Já pesco no madeira a anos, mas essa situação foi a primeira. Já vi candiru vindo junto com o peixe, mas dessa forma foi a primeira vez”, comentou.

A intenção do pescador era fisgar uma pirarara, por isso ele estava utilizando um mandi [espécie de peixe bagre] como isca. Ele disse que sentiu uma puxada leve no anzol e deixou por alguns momentos, quando sentiu uma puxada mais forte, recolheu a linha e deu de cara com um ‘barba chata’ destroçado.

João acredita que o peixe tentou comer a isca e ficou preso no anzol. Sem que ele percebesse, no momento em que o animal era atacado pelos candirus, outro animal tentou pegar o peixe ‘destroçado’ e provavelmente, foi neste momento em que João sentiu a puxada mais forte.

O g1 consultou o biólogo Flávio Terassini. Ele também acredita que o ataque provavelmente foi causado por peixes pequenos, como um cardume de candiru.



Peixe foi atacado por candirus no momento em que foi fisgado no rio Madeira, em Porto Velho — Foto: Reprodução/Instagram/João Cordeiro

O que é o candiru?

Também conhecido como ‘peixe-vampiro’, o candiru é bem comum em rios da Bacia Amazônica. Ele é bem pequeno, podendo chegar a 12 centímetros, com o corpo quase transparente e viscoso.

Algumas espécies do grupo se alimentam de sangue e outras são carnívoras, comendo outros peixes.


Fonte: G1/RO

Postar um comentário

0 Comentários