Confira:

6/recent/ticker-posts

Ciclista é atropelada por ônibus do transporte público em Porto Velho

Jovem de 22 anos foi encaminhada ao Hospital João Paulo II. Nos últimos quatro meses foram realizados 4.019 atendimentos ortopédicos de urgência e emergência no João Paulo.

PORTO VELHO, RO - Uma ciclista de 22 anos foi atropelada por um ônibus do transporte coletivo de Porto Velho entre as avenidas Lauro Sodré com Calama. O acidente aconteceu na noite da segunda-feira (23).

Testemunhas que estiveram no local, disseram que tanto o motorista como a ciclista seguiam na mesma direção pela avenida Calama, sentido centro. Ao chegar na avenida Lauro Sodré o motorista sinalizou que entraria à direita. No momento em que manobrou o ônibus ocorreu o atropelamento da ciclista.


Ciclista é atropelada por ônibus do transporte público em Porto Velho — Foto: Rede Amazônica

Após o acidente, populares pararam para socorrer a vítima e sinalizaram aos outros condutores que a mulher estava no meio da pista.

A vítima foi levada ao Hospital João Paulo II, pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que a atendeu no local. Segundo os socorristas, a vítima quebrou a perna direita e um dos braços.

O condutor do ônibus aguardou a Polícia de Trânsito (PTran) no local. De acordo com ele, o semáforo estava aberto para que ele seguisse, mas a ciclista não percebeu o sinal fechado para ela, nem que o coletivo estava próximo. Então ocorreu o acidente.

A equipe de reportagem da Rede Amazônica entrou em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran) e aguarda o retorno.

Traumas por acidente de trânsito

Segundo a empresa responsável pelo transporte coletivo de Porto Velho a vítima recebeu atendimento e passou por cirurgia.

Segundo o Governo de Rondônia, nos últimos quatro meses foram realizados 4.019 atendimentos ortopédicos de urgência e emergência no Hospital João Paulo II em Porto Velho. Grande parte dos traumas provocados por acidentes de trânsito.


Fonte: G1/RO

Postar um comentário

0 Comentários