Confira:

6/recent/ticker-posts

Saiba os 27 senadores que assinaram o pedido de CPI do MEC


Senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) anunciou nesta sexta-feira (8/4) ter conseguido as assinaturas mínimas para protocolar o pedido de CPI

PORTO VELHO, RO - Líder da oposição no Senado, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) anunciou, nesta sexta-feira (8/4), ter conseguido as 27 assinaturas mínimas necessárias para protocolar o pedido de abertura de uma CPI para investigar um possível esquema de corrupção no Ministério da Educação (MEC).

A lista é composta basicamente por senadores que fazem oposição ao governo. A maioria é de partidos de esquerda, como PT, PDT e Rede, mas há também parlamentares oposicionistas de legendas de centro, entre elas, PSDB, MDB e União Brasil, e até de centro-direita, como o Podemos.

Veja a lista, repassada à coluna pelo gabinete de Randolfe:

Alessandro Vieira (PSDB-SE)
Cid Gomes (PDT-CE)
Dario Berger (MDB-SC)
Eliziane Gama (Cidadania-MA)
Fabiano Contarato (PT-ES)
Humberto Costa (PT-PE)
Jader Barbalho (MDB-PA)
Jaques Wagner (PT-BA)
Jean Paul Prates (PT-RN)
Jorge Kajuru (Podemos-GO)
Leila Barros (PDT-DF)
Mara Gabrilli (PSDB-SP)
Nilda Gondim (MDB-PB)
Omar Aziz (PSD-AM)
Oriovisto Guimarães (Podemos-PR)
Paulo Paim (PT-RS)
Paulo Rocha (PT-PA)
Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
Reguffe (União-DF)
Renan Calheiros (MDB-AL)
Rogério Carvalho (PT-SE)
Simone Tebet (MDB-MS)
Styvenson Valentim (Podemos-RN)
Tasso Jereissati (PSDB-CE)
Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB)
Weverton Rocha (PDT-MA)
Zenaide Maia (PROS-RN)

Após Randolfe protocolar o pedido de CPI, a solicitação precisará ser avaliada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Além do número mínimo de assinaturas, Pacheco levará em conta se o pedido tem fato determinado e se há orçamento na Casa para bancar os trabalhos da comissão.


Fonte: Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários