Confira:

6/recent/ticker-posts

Justiça decreta prisão preventiva de golpista que dava calotes em bares


Ruan Pomponet Costa é investigado em seis estados. Ele foi preso da última vez em Palmas (TO) e não pagou conta de R$ 5.300

PORTO VELHO, RO - A Justiça decretou a prisão preventiva de Ruan Pomponet Costa, suspeito de aplicar golpes em bares e restaurantes e dar calotes de mais de R$ 5.000. Ele foi preso em Palmas (TO) depois de não pagar a conta de quase R$ 5.300. As informações são da Record TV.

O homem que aplicou golpe de R$ 6.000 em um bar de Goiânia e fingiu passar mal para não ser detido voltou a dar prejuízo, desta vez no Tocantins. Novamente foi preso pelo crime.

Ruan Pamponet Costa voltou para a cadeia dois dias após ser solto pela Justiça. Ele tentou aplicar o mesmo golpe em um restaurante a mais de 800 km de Goiânia. Na ocasião anterior, Ruan ficou 12 horas sentado com um amigo, comeu e bebeu, e chegou a dizer que era jogador de futebol.

Na hora de pagar, fingiu passar mal. O gerente chamou os bombeiros, que constataram que ele estava forjando o mal súbito. A polícia foi acionada e prendeu Ruan, mas, na audiência de custódia, foi estipulado um valor de fiança. Ruan não tinha dinheiro e, mesmo assim, foi liberado pela Justiça com a condição de que ficasse longe de bares.

A medida não foi cumprida. Em Palmas, acompanhado de algumas pessoas, ele se sentou em um restaurante às 14h. Pediu garrafas de uísque, lula empanada, energético e outras bebidas. O dono do local reconheceu o golpista que, na hora de pagar, disse não ter dinheiro.

A polícia foi chamada, e ele foi preso novamente na noite de quinta-feira (21). Ruan Pamponet é investigado por golpes em outros seis estados. Em cidades do Nordeste, ele teria dado calotes de R$ 2.000 a R$ 4.000 em comércios.


Fonte: R7

Postar um comentário

0 Comentários