Confira:

6/recent/ticker-posts

Botijão de gás chega a custar R$ 160, aponta ANP; veja valores por estado


Mesmo após anúncio de redução de preços pela Petrobras, valor médio do botijão de 13 kg no país subiu para R$ 113,66, contra R$ 113,54 na semana anterior.

PORTO VELHO, RO - O botijão de gás de 13 kg já chega a custar R$ 160 no país, mostram os dados da pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O maior preço foi encontrado no estado do Mato Grosso, enquanto que o menor preço (R$ 78) foi encontrado no Maranhão.

A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 16 de abril em 3.881 postos do Brasil. Segundo o levantamento, o preço médio do botijão no país subiu para R$ 113,66, contra R$ 113,54 na semana anterior, uma alta de 0,10%.

Em 17 estados, o preço médio do gás de cozinha supera o valor médio nacional e, em 10, o valor médio ficou acima de R$ 120.

Veja abaixo o preço médio, mínimo e máximo em cada um dos estados e no Distrito Federal:


Apesar da alta ter sido pequena na última semana, o levantamento da ANP mostra que a redução de preço anunciada no início do mês pela Petrobras no dia 8 ainda não chegou para os consumidores. No dia 9, a estatal reduziu em 5,58% o preço do gás de botijão vendido às distribuidoras.

Dados do IBGE mostram que, nos 12 meses até março, o preço do gás de cozinha para o consumidor final saltou 29,56%, bem acima da inflação oficial do país.

O valor do auxílio gás para abril foi fixado pelo governo em R$ 51. O levantamento da ANP mostra que o valor não corresponde nem à metade do valor médio do botijão de 13 kg em 25 estados e no Distrito Federal. Além disso, o valor do vale-gás de abril é R$ 1 menor que o de fevereiro.

O auxílio gás será pago em abril para 5,39 milhões de famílias, no valor total de R$ 275 milhões.

Questionado pelo g1, o Ministério da Cidadania informou na semana passada que o valor do benefício é de no mínimo 50% da média do preço nacional de referência do botijão dos seis meses anteriores.


Fonte: G1

Postar um comentário

0 Comentários