Confira:

6/recent/ticker-posts

Guerra na Ucrânia: mundo está a 40 dias da insegurança alimentar

Se ucranianos não iniciarem plantio de trigo em cinco semanas, redução drástica da oferta acionará efeito cascata sobre preços


PORTO VELHO, RO - A contagem regressiva para o fim da guerra no Leste Europeu atrai os olhares de interesse do mundo produtivo não só por seu impacto econômico, mas também pelas oportunidades de negócios em escala global que a situação ocasiona. A ausência parcial ou total da produção de trigo na Ucrânia moverá uma cadeia de efeitos econômicos inédita dentro de apenas 40 dias.

No país, o plantio do grão — considerado pela FAO o mais importante do mundo para a alimentação humana — depende do fim do conflito com a Rússia, para que, no final da colheita, o mercado europeu seja abastecido como de costume. A Ucrânia, com seus amplos campos agricultáveis e tecnologia dedicada a essa cultura, é o principal fornecedor de trigo do continente europeu — um poderoso mercado que sairá em busca de outros produtores.

“Vai afetar o mundo inteiro, porque isso é vaso comunicante”, prevê Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura e coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getulio Vargas. Não é possível quantificar precisamente o impacto da ausência completa da produção agrícola ucraniana no mercado internacional, mas agricultores ao redor do mundo se preparam para ocupar o espaço e atender à demanda.

Se o movimento espontâneo do agronegócio mundial não for eficiente para repor a produção, o cenário é de agravamento importante da insegurança alimentar no mundo, por causa da pressão inédita sobre o preço dos alimentos. “A fome é um problema social, mas também político. Diz respeito à estabilidade política das nações”, lembra o ex-ministro. “Famintos derrubam governos. Lembremo-nos da Primavera Árabe”, ressalta, numa referência ao movimento que começou com a estagnação econômica da Tunísia, em 2010, e causou uma onda de protestos generalizada por toda a região, com impacto sobre os governos.

A reconfiguração do mercado parece também inevitável mesmo diante de um cenário de acordo de paz e de retomada da atividade agrícola na Ucrânia. O país deve emergir do conflito com a economia e a infraestrutura em frangalhos, com sérias dificuldades de escoar sua produção também de milho, grão que afeta a produção de carne, por ser componente importante da alimentação dos rebanhos.


Fonte: R7

Postar um comentário

0 Comentários