Confira:

6/recent/ticker-posts

Estudantes de distritos de Porto Velho recebem medicamento para controle de verminoses

A ação alcançou estudantes com faixa etária entre cinco a 14 anos de idade


PORTO VELHO, RO - Uma ação integrada entre a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de Porto Velho e Programa de Saúde na Escola da Secretaria Municipal de Educação (PSE/Semed), alcançou estudantes com faixa etária entre cinco a 14 anos, com dose única de medicamento para o controle de verminoses.

A ação foi realizada entre os dias 7 e 11 de março, totalizando 1.999 comprimidos administrados junto aos alunos dos distritos de Jaci-Paraná, União Bandeirantes e Nova Mutum-Paraná.

De acordo com Gilvander Gregório de Lima, diretor geral da Agevisa, a medida tem o objetivo de contribuir com a redução da carga parasitária no público que fez uso do medicamento. “Entre os resultados esperados estão a melhora no bem-estar físico e mental dos estudantes e consequentemente o melhor desempenho em sala de aula”, especifica o diretor.

O medicamento administrado foi albendazol 400 mg, um comprimido mastigável, entregue para os estudantes após o lanche.

Fátima Corrêa da Cunha, coordenadora de Geo-helmintíase, do Núcleo de Doenças Transmissíveis por Vetores (NDTV) da Agevisa explica que ações preventivas, como esta, implementada nos distritos da região de Porto Velho, são programadas para serem cumpridas anualmente, conforme cronograma do Ministério da Saúde. “Devido a pandemia da covid-19 ficamos um período sem realizar essa atividade e agora tivemos oportunidade de nos aproximar novamente e realizar essa importante ação junto à comunidade escolar”, disse a técnica.

No total foram administradas 547 medicamento junto a estudantes de duas escolas de Nova Mutum-Paraná, 812 em estudantes de uma escola de União Bandeirantes e 640 estudantes de três escolas do distrito de Jaci-Paraná, com total de 1.999 estudantes atendidos. “Realizamos a abordagem em sala de aula, falamos sobre a importância da medicação e como deve ser administrada”, detalha Fátima.

O medicamento albendazol em dose única elimina três tipos diferentes de verminoses e em crianças e adolescentes a dose única é suficiente para atuar sobre estes parasitas. “Foi uma ação gratificante. Os pais dos alunos e professores agradeceram, ficaram felizes com a parceria”, descreve e técnica da Agevisa.

No total, cinco profissionais entre Semed, Semusa e Agevisa participaram da ação, realizada nos turnos da manhã e tarde nas escolas.

PRÓXIMA AÇÃO

A próxima ação de controle das Geo-helmintíase será realizada entre os dias 21 e 26 de março no Baixo Madeira, nos distritos de São Carlos, Nazaré, Calama e Demarcação.

Fonte
Texto: Mineia Capistrano
Fotos: Nilton Neves
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários