Confira:

6/recent/ticker-posts

REGIÃO NORTE: Parintins é a terceira cidade com maior atratividades culturais, de acordo com o IBGE


A cidade fica atrás apenas de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, e Crato, no Ceará.

Porto Velho, RO  - A cidade de Parintins fica localizada no estado do Amazonas, há 372 km de Manaus, e famosa pelo Festival de Parintins, onde os bois rivais Garantido e Caprichoso se enfrentam para "brincar de boi".

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) afirma que Parintins é o terceiro município do Brasil com maior atratividade para atividades culturais no país, ficando apenas atrás de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, e Crato, no Ceará.

A informação consta da quinta edição do Sistema de Informações e Indicadores Culturais (SIIC), divulgados pelo órgão. Segundo a pesquisa, apenas 4,5% dos municípios apresentaram essa variedade.

Parintins é citada por outros 32 municípios amazonenses e 14 paraenses como um destino para atividades culturais. A cidade se destacou por possuir cinco tipos de equipamentos culturais: teatro, centro cultural, cinema, clube e ponto de cultura.

A pesquisa levantou o comportamento habitual médio dos moradores de cada município que se deslocam para outros municípios em busca de shows, festas, festivais, cinemas, teatros, museus e outras atividades culturais, sem considerar aquelas acessadas no próprio local de residência. Constatou-se que os deslocamentos para atividades culturais se direcionam, em geral, para cidades próximas.

Além de Parintins, Tabatinga e outros 6 municípios amazonenses foram citados no levantamento, destacando também cinco equipamentos culturais: teatro, centro cultural, cinema, clube e ponto de cultura.

A pesquisa indica que o total de gastos públicos do governo do Amazonas para o setor cultural aumentou 10,3% em 2020, passando de R$ 163.813 milhões no ano de 2019 para R$ 182.626 milhões.

Já a despesa de consumo médio mensal familiar com cultura total foi de R$ 215,00, no estado. Isso representa o segundo valor mais alto de consumo na Região Norte (atrás do Amapá, com R$ 256,09), mas abaixo da média nacional (R$ 291,18).


Fonte: Rondoniaovivo

Postar um comentário

0 Comentários