Confira:

6/recent/ticker-posts

Fundador do PSDB é morto com golpes de facão dentro de casa no DF


Antônio Sanchez Sales, que já foi secretário-geral da legenda no DF, foi encontrado pelo caseiro caído ao chão


Porto Velho, RO - Um dos fundadores do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) morreu, nessa quinta-feira (16/12), após ser atingido com golpes de facão na cabeça. Antônio Sanchez Sales (foto principal), 73 anos, estava internado desde a última sexta-feira (10/12), quando teve a casa invadida e foi atacado brutalmente. O chácara onde a vítima morava fica próximo ao Varjão. O caso está em apuração e foi registrado na 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá).


Antônio Sanchez Sales, que já foi secretário-geral da legenda no DF, foi encontrado pelo caseiro. Ele estava caído ao chão, bastante ensanguentado, e foi levado ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A vítima faleceu às 22h58 dessa quinta, devido a um traumatismo cerebral. No prontuário médico consta que houve “morte encefálica por agressão física por latrocínio”.

A coluna apurou que os médicos que atenderam a vítima informaram sobre a presença de três cortes grandes e profundos na região da cabeça de Antônio Sales. Os ferimentos descartam a teoria de que pudesse ter sido um acidente.


Sem se identificar, uma pessoa contou à coluna que Antônio Sales foi atingido com golpes de facão. A fonte também afirmou que havia uma torneira aberta, indicando que a vítima chegou a tentar lavar a cabeça. Os investigadores foram até o imóvel, mas não localizaram a suposta arma que pudesse ter sido usada.


Comoção

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte do ex-secretário-geral do PSDB. “Você sofreu um golpe na cabeça, agonizou sozinho, lutou com todas as forças para ficar um pouco mais nessa vida que amava e sonhava com grandiosos projetos, mas infelizmente você não resistiu. É impossível não me entristecer com a sua partida trágica e covarde”, desabafou uma amiga.


Postar um comentário

0 Comentários